quarta-feira, 12 de outubro de 2011

O Lado de Lá


Acrílico sobre tela
47X 68 cm
O Lado de Lá

 

O LADO DE LÁ
   O olhar atento,
A borboleta colorida,
  Uma janela cerrada, 
O lado de cá da vida.
A incógnita latente,
  Do que a vida nos dá. 
O voo da borboleta,
  As asas que se fecham, 
Janela que não se abre,
E esconde o lado de lá.
 
 Carlos Cardoso Luís

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Expectativa

Acrílico sobre tela
43X28 cm

EXPECTATIVA




Ergo os braços,

Vejo-te no céu.

Trazes no bico a vida,

És principio, partida.

Sinto-me nua, orgulhosa,

Vejo algo a nascer,

No florir da tua rosa.



Poema de Carlos Cardoso Luís

2011-05-26

quarta-feira, 20 de abril de 2011

O SORRISO

Acrílico e pastel sobre tela
60X40 cm

Desta vez tentei ilustrar o bonito poema do meu amigo Miguel Morbey que se segue:


SORRISO


Era um sorriso que olhava

E um olhar que sorria para um mundo em redor

Amor, sempre amor, sempre verdade de verdade sem torpor

Aquele sorriso cresceu

E olhou o mundo com ares de menina

Com sentir de amor



Poema de Miguel Morbey

domingo, 10 de abril de 2011

Mulheres


Acrilico e Pastel sobre tela
46X55 cm

MULHERES



O sol nascente e a paz,

A maçã e o pecado,

As pombas a esvoaçar,

Várias Mulheres lado a lado.

A beleza está escondida,

Vê-se onde a gente quiser,

Imagem simboliza a vida,

Porque a vida é mulher.



Poema de Carlos Cardoso Luís

quinta-feira, 24 de março de 2011

Cavalo Branco


Acrilico e Pastel sobre tela
60X50 cm

CAVALO BRANCO


O meu cavalo branco

Sorridente na tela

O sol a nascer

Lembra a vida a correr

Num galopar veloz

Como és meu amigo

Manso quase um filho

Gosto de sonhar contigo

Reviver o teu olhar

Esquecer o meu pranto

Como eu te adoro

Meu cavalo branco



Poema de Carlos Cardoso Luís 

segunda-feira, 14 de março de 2011